domingo, 24 de março de 2013

Petição virtual pretende salvar a APA de Tambaba

APA de Tambaba ameaçada pela especulação imobiliária.
Petição virtual, criada pelo cientista Reginaldo Marinho e dirigida ao governador do Estado da Paraíba, propõe salvar a Área de Proteção Ambiental de Tambaba, criada pelo Decreto Estadual nº 22.882, de 26 de março de 2002.

Leia também
 


Adjacente à Praia de Tambaba, encontra-se uma extensão de Mata Atlântica que está em pleno processo de recomposição, desde o desmatamento provocado pelo mercado imobiliário, com a demarcação de vários loteamentos, na década de 1980. Em apenas 30 anos, esse nicho de Mata Atlântica expressa, através dessa força que se reconstitui, o símbolo de um organismo que insiste em viver. Essa Unidade de Conservação Estadual, administrada pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente - SUDEMA, está ameaçada de ter um de seus recantos mais nobres extinto para dar lugar a gigantesco complexo turístico, composto de quatro resorts, com 1892 apartamentos, um campo de golfe de 18 buracos, quatro condomínios, com 959 lotes residenciais, três pousadas, com 288 unidades habitacionais, três clubes, un centro comercial e estacionamentos com 1.400 vagas.

Leia a íntegra os termos da petição:

"A Área de Proteção Ambiental de Tambaba, onde está situada a praia de naturismo mais conhecida no mundo, corre o risco de ser extinta para a construção de um complexo turístico gigantesco composto de com quatro resorts, com 1.892 apartamentos, um campo de golfe com 18 buracos, quatro condomínios com 959 lotes para construção de residências, três pousadas, com 288 unidades habitacionais, três clubes, um centro comercial e estacionamentos com 1.400 vagas. O complexo turístico ocupará uma área de 1.867.900 m², que destruirá todo o bioma de Tambaba, com um incremento populacional estimado em 8.800 pessoas, que corresponde a 41% da população atual. O diretor-adjunto da revista mais importante da Espanha, Interviú, publicou um artigo em defesa de Tambaba e o jornal Folha do Meio Ambiente, o jornal ambiental de maior circulação no Brasil, publicou uma reportagem, em matéria de capa, para alertar sobre esse grave crime ambiental http://www.folhadomeio.com.br/publix/fma/folha/2013/03/"

Para conhecer mais a APA de Tambaba, clique aqui.

Para assinar a petição, clique aqui.


Postar um comentário