terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Analista Ambiental do ICMBio publica livro sobre a extração do jaborandi

O Analista Ambiental do Instituto Chico Mendes para a Conservação da Biodiversidade (ICMBio) Fabiano Gumier Costa informa a publicação, pela Paco Editorial, de seu livro Os folheiros do jaborandi: organização, parcerias e seu lugar no extrativismo amazônico, derivado de sua tese de doutorado, defendida na Universidade Federal do Pará (UFPA), em 2012.

O jaborandi (Pilocarpus microphyllus Stapf ex Holm.) é uma arbustiva que pode atingir até 1,5 metros de altura, originária do Brasil, originalmente na Região Norte e Nordeste, em especial nos Estados do Pará, Maranhão, Piauí e Ceará, adaptada às regiões de clima subtropical. Das folhas dessa planta é extraída várias substâncias que são usadas como medicamentos fitoterapêuticos, que tem propriedades sudorífera, diurética, promovedora de saliva e revitalizante capilar, bem como no tratamento do glaucoma.


O livro Os folheiros do jaborandi: organização, parcerias e seu lugar no extrativismo amazônico trata do uso secular das folhas de jaborandi pelos indígenas, que foi incorporado no tratamento de glaucoma a partir de 1876. A coleta expedicionária predatória da planta permitiu a consolidação de uma poderosa multinacional farmacêutica, com tentativas de plantio e do desenvolvimento de substitutos sintéticos. Essas duas vertentes tecnológicas, visando à substituição da coleta extrativa, obtiveram sucesso, embora parcialmente. Durante a década de 1990, com os novos ventos do ambientalismo, com a domesticação e o desenvolvimento de substitutos sintéticos ainda em processo de avanço, reacendeu-se a importância de se aproveitarem os estoques remanescentes de jaborandi através do manejo e da parceria com os coletores. Há um frágil equilíbrio no contexto de longo prazo. Mudanças no cenário econômico e social, o avanço no processo da domesticação e de substitutos sintéticos e/ou naturais podem desestabilizar a economia extrativista de jaborandi. A partir de uma análise integradora, este livro traz um grande recado para sair do discurso abstrato da biodiversidade amazônica que perdura até o momento. Também se evidencia que cada produto extrativo apresenta uma peculiaridade e exige tratamento diferenciado.

Sumário

Capítulo 1: Construção da problemática de pesquisa
Capítulo 2: Jaborandi: utilização, ecologia e manejo em Carajás
Capítulo 3: História do extrativismo de Jaborandi, caracterização socioeconômica e organização dos folheiros de Carajás
Capítulo 4: Parcerias, conflitos e perspectivas para o extrativismo de Jaborandi em Carajás.

Informações técnicas

ISBN: 9788546205479
Autor: Fabiano Gumier Costa
Editora: Paco Editorial
Edição: 1a Edição
Área: Ciências Agrárias
Idioma: Português
Ano de Publicação: 2016
Número de Páginas: 232
Acabamento: Brochura
Formato: 14x21cm

Os interessados podem comprar o livro diretamente na Paco Editorial clicando aqui.


segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

ICMBio abre inscrições para bolsas do GEF Mar



A partir de hoje (12) e até o dia 23 de dezembro, estão abertas as inscrições para estudantes com nível médio ou técnico completo, alunos de graduação e profissionais graduados e pós-graduados que não sejam servidores públicos, para concorrer às bolsas de pesquisa do Projeto Áreas Marinhas Costeiras Protegidas (GEF Mar).

O GEF Mar é coordenado pelo governo federal e visa a promover a conservação da biodiversidade marinha e costeira. As bolsas são para ações de apoio à gestão de unidades de conservação (UCs) costeiras e marinhas e daquelas relacionadas à preservação de espécies marinhas ameaçadas de extinção, considerando UCs do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e demais executores financiados pelo projeto.

Ao todo, são oferecidas 88 bolsas, sendo três para desenvolvimento tecnológico em TI (Tecnologia da Informação), 70 para apoio científico e 15 para apoio técnico-científico, que serão implementadas de acordo com o desenvolvimento do projeto e sob demanda do ICMBio e Ministério do Meio Ambiente.

Para se inscrever, os interessados deverão preencher formulário eletrônico disponível no endereço www.icmbio.gov.br/bolsasgefmar e enviá-lo até às 18:00 h (horário de Brasília) do dia 23. As informações devem estar em conformidade com o currículo atualizado e disponível na Plataforma Lattes/CNPq. Apenas candidatos às bolsas de Apoio Científico níveis E e F e Apoio Técnico Científico nível II estão isentos do currículo na Plataforma Lattes.

Para baixar o edital de seleção, clique aqui  e aqui para ir direto à ficha de inscrição.