sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Pela primeira vez, o nordeste tem energia eólica ligada ao Sistema Interligado Nacional

Pela primeira vez, o nordeste tem energia eólica ligada
ao Sistema Interligado Nacional. Foto: Internet.
Em tempos de preocupação com a sustentabilidade ambiental de empreendimentos de geração de energia, os parques eólicos despontam como fonte alternativa a outras tipologias mais poluentes. Pela primeira vez, a o nordeste terá energia eólica interligada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) pela Extremoz Transmissora do Nordeste (ETN S.A.).
 
Graças ao trabalho dos analistas do Núcleo de Licenciamento Ambiental da Paraíba, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) emitiu, em dia 5 de novembro, a Licença de Operação (LO) nº 1.309/2015, que autoriza o funcionamento da Linha de Transmissão 500 kV Ceará-Mirim II - Campina Grande III. Este empreendimento tem 192 quilômetros de extensão e passa por 24 municípios, dos quais 11 estão no Estado do Rio Grande do Norte (Ceará Mirim, Ielmo Marinho, Macaíba, Vera Cruz, Monte Alegre, Lagoa Salgada, Lagoa de Pedras, Serrinha, Santo Antônio, Lagoa D'Anta e Passa e Fica) e 13, na Paraíba (Tacima, Riachão, Dona Inês, Solânea, Casserengue, Algodão de Jandaíra, Arara, Remígio, Esperança, São Sebastião de Lagoa da Roça, Puxinanã, Lagoa Seca e Campina Grande).
 
A Linha de Transmissão 500 kV Ceará-Mirim II -
Campina Grande III compõe um conjunto de
empreendimentos sob a responsabilidade da Extremoz
Transmissora do Nordeste S.A.
Essa linha de transmissão distribuirá parte da eletricidade gerada nos Parques Eólicos do Rio Grande do Norte, levando energia limpa e mais barata a estados que hoje buscam em termelétricas a suplementação de sua demanda por energia elétrica. Inicialmente essa distribuição será feita pela Subestação João Câmara e pela Linha de Transmissão 230 kV João Câmara - Extremoz e Seccionamento, ambas de propriedade da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

A Linha de Transmissão 500 kV Ceará-Mirim II - Campina Grande III compõe um conjunto de empreendimentos sob a responsabilidade da Extremoz Transmissora do Nordeste S.A.

Outros licenciamentos estão em andamento no IBAMA, que propiciará o aumento da oferta de energia elétrica de fontes menos poluentes para o nordeste e todo o Brasil.
 

Postar um comentário