quarta-feira, 20 de julho de 2016

Confirmado: Não há proliferação do caracol-gigante-africano no canal do Bairro Manaíra, em João Pessoa

Na tarde dessa terça-feira (20), analistas ambientais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) fizeram vistoria no canal de águas pluviais, localizado na Rua Maria Helena Rocha, Bairro Aeroclube, João Pessoa-PB, e não foi constatada a proliferação do caracol-gigante-africano (Achatina fulica).




No local foi observado uma população bem estabelecida do caramujo aquático popularmente conhecido como aruá (Pomacea lineata), que é bem distinto do outro caracol, que merece atenção dos órgãos ambientais.
 



O Superintendente e Analista Ambiental do IBAMA na Paraíba Edberto Farias de Novaes garantiu que o órgão, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de João Pessoa, Gerência de Vigilância Sanitária de João Pessoa, Autarquia Municipal de Limpeza Urbana de João Pessoa (EMLUR), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Pesca de Cabedelo, Superintendência de Administração de Meio Ambiente (SUDEMA) e outros parceiros, estão envidando todos os esforços para controlar a proliferação do caracol-gigante-africano em João Pessoa e na Paraíba, estando mapeando todos os locais de sua ocorrência.

Ainda alerta o Superintendente Edberto Farias de Novaes que há a necessidade de se conhecer bem o caracol-gigante-africano que se pretender erradicar, para que não aja confusão e seja exterminado os caracóis nativos, como é o caso do aruá.


Postar um comentário