quarta-feira, 30 de março de 2016

Dicas para manter a piscina protegida do Aedes aegypti


Mosquito Aedes aegypti fazendo postura.
Qualquer local que possa acumular  água, pode também tornar-se foco do mosquito Aedes aegypti, que atualmente incomoda a população brasileira, transmitindo a dengue, a zika e a chikungunya. Incluem-se nessa possibilidade as piscinas, principalmente se estiverem à sombra, abandonadas ou malcuidadas, e sem cobertura de tela fina.

Isso porque a água sem tratamento é um convite ao mosquito. São nas paredes da piscina, logo acima do nível da água, que os mosquitos depositam os seus, em média, 100 a 150 minúsculos ovos. Fortemente colados ao substrato, esses ovos resistem por até dois anos, à espera do contato com água para eclodirem. Quando isso finalmente acontece, em dois a três dias nascem larvas, que permanecem no local, de cinco a sete dias, em processo de crescimento. Nesse período, as larvas respiram e alimentam-se dos resíduos orgânicos microscópicos presentes no ambiente.


Piscina com água esverdeada tem preocupado vizinhança.

A limpeza da borda deve ter uma atenção especial, tanto como a água. O cuidado em torno da área da piscina também deve ser tratado com prioridade, prato de vasos, ou qualquer recipiente que possa armazenar água pode tornar-se um criadouro.


Com o controle correto e o tratamento adequado das piscinas é possível mantê-la protegida do mosquito Aedes aegypti. Assim, as pessoas devem manter a manutenção da piscina em dia, para proporcionar aos condôminos uma água bem tratada e de qualidade.

Não são foco do mosquito água suja, poças de água em terrenos baldios, poças nas ruas, piscinas com água verde, valas e água que fica muito exposta ao sol. As piscinas onde o mosquito pode se reproduzir são aquelas que são esvaziadas e quando chove acumula água limpa e o mosquito põe seus ovos lá, ou aquelas com cloração deficientes.

Esses são alguns dos cuidados que devem ser observados para manter a piscina livre de focos do Aedes aegypti. O fundamental é procurar um profissional especializado que trate a piscina adequadamente, de acordo com tamanho, quantidade de usuários, entre outros cuidados.

Conheça as diferenças entre as viroses.



Postar um comentário