terça-feira, 31 de julho de 2012

31 de Julho: Dia Internacional do Guarda-Parque

Guarda Belo, Catatau e Zé Colmeia, em Zé Colmeia - O Filme,
no Parque Jellystone. Foto: Divulgação/Warner Bros.
O dia 31 de julho de cada ano, a partir de 2007, quando a Federação Internacional de Guarda-Parques (FIG) completou o 15º ano de fundação, é o dia em que se homenageiam os Guarda-Parques falecidos no cumprimento de suas funções. É também neste dia em que se celebra, em todo o mundo, o Dia Internacional do Guarda-Parque, quando se comemora o trabalho dos Guarda-Parques, que mantêm e protegem as áreas protegidas e unidades de conservação.
 
Leia também

O guarda-parque é uma pessoa especialmente capacitada para desenvolver a proteção integral dos valores naturais e culturais dentro das áreas protegidas e unidades de conservação legalmente constituídas, participando de todas as atividades que são desenvolvidas no seu interior.

Para exercer esta importante função, o interessado tem que paticpar de treinamento e curso que apresenta grade curricular diversificada e ajustada às condicionantes locais. Algumas das disciplinas que compõem a grade são Ecologia e Biologia Básica, Biodiversidade, Legislação Ambiental, Combate ao Fogo, Primeiros Socorros, Ecoturismo. Os cursos oferecem elementos técnicos e práticos que preparam o para atuarem na proteção efetiva da área protegida.

Recentemente (março de 2012), o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) do Rio de Janeiro, abriu inscrições para processo seletivo destinado à contratação temporária de 220 guarda-parques, para atuarem na Região dos Lagos, com remuneração mensal de R$ 1.500,00, com jornada semanal de 40 horas. Mas há também guarda-parques voluntários que atuam em todo o Brasil.

É também neste dia que são lembradas as aventuras de Zé Colmeia e Catatau, nas suas peripécias para roubar uma cesta de piquenique no Parque Jellystone, sempre perseguidos pelo incansável Guarda Belo.


Postar um comentário