sábado, 17 de outubro de 2015

Começa à 0:00 h deste domingo (18) o Horário de Verão 2015-2016

Começa à 0:00 h deste domingo (18) e estender-se-á até 21 de fevereiro de 2016 o Horário de Verão 2015-2016, por força do Decreto nº 6.558/2008, que instituiu a hora de verão, a partir de zero hora do terceiro domingo do mês de outubro de cada ano, até zero hora do terceiro domingo do mês de fevereiro do ano subsequente, em parte do território nacional.

De acordo com o  Governo Federal essa medida irá economizar cerca de R$ 7 bilhões, que diz respeito aos investimentos que precisariam ser feitos no sistema elétrico caso a mudança de horário não fosse adotada. Conforme estudos do segundo o Ministério de Minas e Energia, seria necessário atender a uma demanda adicional de 2,6 mil megawatts (MW) nesse período, caso a medida não fosse adotada.

No Horário de Verão 2015-2016, os residentes nos Estados do Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, além do Distrito Federal, deverão adiantar seus relógios em uma hora.
Entre os objetivos para a adoção do Horário de Verão 2015-2016 está a redução da demanda durante o horário de pico, que vai normalmente das 18:00 h às 21:00 h.
 
Com o horário de verão, a iluminação pública, por exemplo, é acionada mais tarde, deixando de coincidir com o horário de consumo da indústria e do comércio.
 
Além disso, o horário de verão possibilita a ampliação do período de maior consumo, ainda com luz do dia, reduzindo o volume de carga de energia nas linhas de transmissão, nas subestações e nos sistemas de distribuição num mesmo momento, o que reduz os riscos de apagões.
A redução da demanda no horário de ponta (entre 19:00 h e 21:00 h) é de até 4,5% (2.695 MW) e a redução no consumo de energia é da ordem de 0,5%. Nos últimos dez anos, a medida possibilitou uma redução média de 4,6% na demanda por energia no horário de maior consumo.
 
Esta será a 40ª edição do horário de verão no país, que teve sua primeira implantação no verão de 1931-1932, e desde 1985 é adotado anualmente. Nesse período a abrangência, inicialmente nacional, foi reduzida sucessivas vezes até que em 2013 atingiu a atual.
 
 
Postar um comentário