segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Engenheiro paraibano cria tecnologia baseada em módulos prismáticos, usando plástico reciclado

O engenheiro paraibano Reginaldo Marinho criou a tecnologia Construcell, baseada em módulos prismáticos que associa as funções estruturais e de cobertura em único elemento, que pode substituir a alvenaria na condição do arco pleno (180º).



O invento incorpora valiosas interfaces ambientais, ao permitir o uso de plástico reciclado na fabricação dos módulos e o uso de placas fotovoltaicas quando os elementos forem transparentes. Construcell é a tecnologia construtiva de maior impacto visual do mundo contemporâneo.

A configuração geométrica da tipologia Construcell, que resulta em um
sistema de vigas polidirecionadas, assegura elevada estabilidade
estrutural. Foto: Construcell.
Esta tecnologia introduz dois novos paradigmas na engenharia. Será a primeira estrutura do mundo em plástico (juntando-se às de concreto, de madeira e de metal que são as modalidades estruturais conhecidas mundialmente) e a primeira construção totalmente transparente, sem a intervenção de nenhum material opaco.

A tecnologia Construcell insere-se entre as políticas mais engajadas na preservação ambiental que resultará em mídia espontânea no mundo inteiro. Ela é um sistema construtivo que pode ser aplicado na construção de escolas, espaços culturais, ginásios esportivos, armazéns para grãos, terminais de cargas e de passageiros, hangares e tantas outras atividades que demandem grandes áreas cobertas sem a intervenção de colunas internas, por tratar-se de um sistema autoportante polidirecional.

As principais vantagens competitivas da tecnologia Construcell são:

  1. Rapidez na montagem.
  2. Custos flexíveis que variam em função da escolha do insumo.
  3. Conforto acústico. As resinas plásticas absorvem o impacto sonoro de agentes externos, particularmente as chuvas intensas. A estrutura alveolar impede a reverberação sonora no interior da construção.
  4. Conforto térmico. As resinas plásticas são excelentes isolantes térmicos, consequentemente os ambientes que usem esse sistema estarão protegidos das elevadas temperaturas que incidem em construções com coberturas metálicas, transferindo conforto para os usuários, particularmente em instalações industriais.
  5. Reduz a zero os resíduos próprios da construção civil, na medida em que se leva para obra a quantidade exata dos módulos a serem aplicados.
  6. Modelo estrutural compatível à absorção de esforços externos relacionados a ventos de grande intensidade e abalos sísmicos, tornando o sistema próprio para construções seguras em ambientes que sofrem os efeitos das mudanças climáticas.
  7. Em face à rapidez de montagem, a portabilidade e a adequação às fortes pressões desses fatores externos, essa tecnologia pode ser muito útil para a instalação de abrigos emergenciais para populações vitimadas por eventos climáticos ou sísmicos.
  8. Adequação às novas tendências ambientais relacionadas às construções inteligentes providas de fontes energéticas captadas através da radiação solar. Os módulos estão preparados para receber placas fotovoltaicas, dispensando o suporte e a proteção de vidro necessária a essas instalações.
  9. Possibilidade de usar módulos translúcidos para o aproveitamento da iluminação zenital, aumentando a eficiência energética das edificações;
  10. Uso de materiais reciclados na fabricação dos módulos.
  11. Uso de compósitos para aumentar a eficiência estrutural e reduzir custos.
  12. Uso de fibras vegetais de sisal, coco, pó de serra ou bagaço de cana-de-açúcar encapsuladas pelas resinas.
  13. Beleza plástica resultado de uma tipologia arquitetônica pura e harmoniosa com a possibilidade de variações cromáticas em uma mesma construção.
  14. Grandes vãos livres de colunas internas.
  15. Uma arquitetura emblemática em absoluta sintonia com o futuro. A tecnologia para construção civil ou militar que apresenta o maior impacto visual do mundo contemporâneo.
O engenheiro Reginaldo Marinho apresentou o Construcell na Feira Internacional da Indústria da
Construção - Feicon 2011, em Sete Lagoas, Minas Gerais. Foto: Construcell.
 
Tendo em vista as inovações implementadas pela tecnologia Construcell, este invento foi premiado com medalhas de ouro no 28º Salão de Invenções de Genebra e no BBC Tomorrow’s World Live, em 2000.



Postar um comentário